7 jun 2017

Brasil atingiu 100 megawatts de Geração distribuída, ultrapassando mais de 8,8 mil sistemas solares fotovoltaicos.

A microgeração e minigeração, também conhecida como geração distribuída, superou a marca de 100 megawatts (MW) instalados no território brasileiro.

Conforme dados oficiais da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), os sistemas de energia solar fotovoltaicos instalados em indústrias, comércios, residências e zona rural constituem em mais de 99% destas instalações de microgeração e minigeração distribuída em todo o Brasil.

Atualmente no Brasil, existem em torno de 8.931 sistemas ligados à rede de transmissão elétrica, gerando economia na conta de energia dos consumidores. De um total de 100 MW instalados, 67.7 MW são originários de fonte de energia solar, totalizando 8.832 sistemas, correspondendo a mais de R$ 540 milhões em investimentos em todo o país.

De todas as unidades consumidoras de energia solar fotovoltaica, o consumo residencial lidera o ranking, com 77,5% do total, seguido pelo comércio, com 17%, e pelo consumo industrial, com pouca representatividade, sendo apenas 2,2%. Já nas últimas posições encontram-se os consumidores rurais, com 1,8%, e consumidores do poder público (serviço público), com 1,5% no total.

Conforme mapeamento realizado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o potencial de geração de energia solar distribuída reflete em mais de 164 gigawatts (GW), analisando apenas os telhados residenciais que possuem instalação de sistema fotovoltaico.

Se considerarmos além dos telhados residenciais também os telhados industriais, públicos, comerciais e rurais, a capacidade de geração de energia distribuída será ampliada inúmeras vezes, tanto na geração centralizada como também na geração distribuída.

O país possui um grande potencial para gerar eletricidade a partir do Sol. Só para se ter uma ideia, a radiação solar na região mais ensolarada da Alemanha, por exemplo, que é um dos líderes no uso da energia fotovoltaica (FV), é 40% menor do que na região menos ensolarada da Brasil. Segundo o Atlas Brasileiro de Energia Solar, diariamente incidem entre 4.500 Wh/m² a 6.300 Wh/m² no país.

Além do amplo território e telhados disponíveis, o Brasil possui enorme potencial para a geração de energia elétrica fotovoltaica devido ao seu posicionamento geográfico. Como diria Jorge Ben Jor: “Moro num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza”.

  • compartilhar:
  • Facebook
    Twitter
    LinkedIn

recomendado para você

  • Energia solar fotovoltaica, como funciona?
    Energia solar fotovoltaica, como funciona? Ainda existe muita falta de informação a respeito da energia solar, por exemplo, você
  • Países emergentes investem com força em Energia Solar
    A capacidade de geração de energia solar acumulou crescimento de 54% em um ano e mais do que triplicou
  • Já pensou em instalar células fotovoltaicas em todos os telhados da sua cidade?
    Enquanto o Sunroof não chega ao Brasil podemos nos divertir e ajudar a mapear os telhados brasileiros. O Greenpeace

Leia também


Rua Leopoldina, 607 - Santo Antônio / Belo Horizonte / MG

CEP: 30330-230
+55(31)31153500

siga